Como descobrir a sua verdadeira vocação | Alê Prates

Como descobrir a sua verdadeira vocação

BLOG

15/04/2019
Alexandre Prates
Sem categoria
Nenhum comentário

Certamente você já ouviu esta frase: “Escolha um trabalho que você ame e você nunca terá que trabalhar um dia sequer em sua vida”. Confúcio que me desculpe, mas isso é mentira. Convivi com milhares de profissionais ao longo da minha carreira: empreendedores, executivos, políticos, atletas e posso afirmar que todos, sem exceção, por mais que amassem suas carreiras, viviam momentos de alegria e estresse, como qualquer profissão.

“Mas Alê, eu ainda nem descobri um trabalho que eu amo…”

E esse é o principal ponto deste artigo. Afinal, como trabalhar com o que você ama? Como encontrar a sua verdadeira vocação?

Certa vez eu ouvi uma história que me chamou muito a atenção. A história de Caine, uma criança empreendedora de Los Angeles. “Meu nome é Caine, tenho nove anos. Meu fliperama se chama fliperama do Caine. Abre só no fim de semana. E é bem barato”, conta entusiasmado o garoto.

E o que me impressionou muito foi o simples fato de uma criança, de apenas nove anos de idade, já descobrir o seu verdadeiro talento e saber o que deseja para o seu futuro. Ao ser perguntado o que quer fazer daqui 20 anos, Caine responde sem pestanejar: “Construir videogames, fliperamas e karts de corrida”.

Esse garoto conseguiu algo que muitas pessoas passam anos tentando descobrir: a sua verdadeira vocação. Aquilo que mereça o empenho de todo o seu potencial e energia, pois tem um sentido muito maior do que dinheiro: é apaixonante, inspirador e envolvente.

“Mas Alexandre, como posso descobrir a minha vocação?

Existem inúmeros testes que podem ajudar, mas eu nunca abro mão de fazer algumas perguntas:

– O que você adora fazer?
– O que você faz sem esforço?
– O que você faz melhor do que muitas pessoas?

Ao encontrar a resposta para as três perguntas, faça mais duas com base nas respostas obtidas acima:

– É possível utilizar isso profissionalmente?
– Você gostaria de fazer isso a sua vida toda?

Isso é vocação! Aliar aquilo que você faz bem, que te apaixona e, principalmente, que está alinhado com aquilo que você deseja para a sua carreira e para a sua vida.

Nós deveríamos ser estimulados a vida toda por meio dessas perguntas! Mas, infelizmente, o que eu vejo são pessoas negligenciando a sua vocação em prol do foco único no dinheiro, estabilidade, status etc. No final das contas, nos cobraremos por não termos colocado em ação o que existe de melhor em nós.

E isso ocasiona um fator inibidor do nosso potencial: o investimento incansável, e por vezes frustrado, em nossos pontos fracos. Não que investir em nossos pontos fracos não seja importante, mas não são os pontos fracos que vão nos impulsionar para a excelência em nossas profissões. Entenda, você chegou até aqui utilizando os seus pontos fortes e não os fracos. Se você não conquistou o que deseja na sua carreira, me arrisco a afirmar que não foi pelas suas deficiências e sim, por não ter colocado em ação aquilo que você tem de melhor.

“Não são os pontos fracos que vão nos impulsionar para a excelência em nossas profissões”

Não desista dos seus pontos fracos, mas não deixe que as pessoas o façam acreditar que são mais importantes que os seus pontos fortes. Invista muito mais energia naquilo que você é bom! Estimule-se a desenvolver-se constantemente. Desafie-se, buscando sempre aprimorar aquilo que você tem de melhor: seus pontos fortes.

Invista em seus pontos fortes e realize-se plenamente como profissional!

Não deixe de ler meus outros artigos. Na semana passada, eu falei sobre três fatores que podem prejudicar o seu potencial. Confira!

Um forte abraço,
Alê Prates



Nenhum comentário realizado!

Deixe seu comentário

Voltar